Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/04/20 às 14h19 - Atualizado em 29/04/20 às 11h39

Você conhece a história do Parque Ecológico Olhos d’água?

A área do Parque Ecológico Olhos d’Água, entre as quadras 413/414 Norte, pertencia a uma das diversas fazendas existentes no Plano Piloto de Brasília antes da definição do quadrilátero do Distrito Federal. A unidade nasceu da iniciativa da comunidade local, que para chamar a atenção da sociedade e do governo para sua importância, fizeram diversas ações como passeatas pelo Eixão do Lazer e a construção, em 1993, de uma árvore de Natal feita com o lixo jogado no parque, pelo artista plástico Normando Rodrigues.

 

O nome Olhos d’Água se dá pelas nascentes de água perenes e intermitentes que a unidade abriga. No local é possível encontrar peixes, aves, anfíbios, répteis, invertebrados e pequenos mamíferos, além de fragmentos de vegetação de mata de galeria, de cerrado e trilhas com árvores identificadas para conhecimento dos visitantes. A Lagoa do Sapo, que recebeu esse nome em homenagem a S.A.P.O. (Associação dos Amigos Protetores do Parque Olhos d’Água) – ONG criada por moradores da SQN 415 e que atuou em sua criação efetiva -, chama a atenção de crianças e de adultos que param para contemplar o local abastecido pelas diversas nascentes.

 

O Parque Olhos D’Água foi oficialmente fundado em 12 de setembro de 1994, com 21 hectares. A reserva oferece ainda aos visitantes trilhas bem calçadas, relógio do sol, pista de caminhada com 2 km de extensão, parque infantil, circuito de ginástica, Ponto de Encontro Comunitário (PEC), coopervia, quiosque, banheiros e bebedouros, além de gramado para banho de sol e piquenique. É frequentado, em média, por 1.100 pessoas ao dia e 2.600 nos finais de semana. Funciona das 6h às 20h, com entrada gratuita.

 

Se você ainda não teve oportunidade de conhecer o Olhos d’Água, clique aqui e confira a galeria de imagens. Esperamos a sua visita ao parque após o término do distanciamento social no DF, pois no momento, todas as unidades de conservação administradas pelo Brasília Ambiental estão fechadas como medida de prevenção e combate a propagação da Covid-19 pelo GDF.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543