Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/02/18 às 11h46 - Atualizado em 5/03/18 às 9h45

ARIE do Córrego Cabeceira do Valo

Área de Relevante Interesse Ecológico do Córrego Cabeceira do Valo

Decreto de criação: Decreto nº 28.081, de 29 de junho de 2007

Publicação da aprovação do Plano de Manejo da ARIE Cabeceira do Valo

Plano de Manejo (Parte I)

Plano de Manejo (Parte II)

Grupo: Uso Sustentável

Categoria: Área de Relevante Interesse Ecológico

Regiões Administrativas: Região Administrativa do Setor Complementar de Indústria e Abastecimento – SCIA – RA XXV.

 

Dados Geográficos

Área: 62,524 ha

Perímetro: Aproximadamente 4.600 m

 

Fitofisionomias

Mata de Galeria, Cerrado stricto sensu, Vereda e Campos (limpo e sujo).

 

Fauna

Descrição sumária: Se destacam na região: “tatu-galinha” (Dasypus novemcinctus), “tamanduá-bandeira” (Myrmecophaga tridactyla), “macaco-prego” (Cebus apella), “porco-do-mato” (Tayassu pecari) e “catitu” (Tayassu tajacu), “veado-mateiro” (Mazama americana) e “veado-“campeiro” (Ozotoceros bezoarticus), “cutia” (Dasyprocta azarae), “paca” (Cuniculus paca), “capivara” (Hydrochoerus hydrochaeris), “lobo-guará” (Chrysocyon brachyurus), “sussuarana” (Puma concolor), jaguatirica (Leopardus pardalis), Lonchophylla dekeyseri, “saruê” (Didelphis albiventris), “tatu-peba” (Euphractus sexcinctus), “morcego-vampiro” (Desmodus rotundus), “macaco-prego” (Cebus apella), “cachorro-do-mato” (Cerdocyon thous), “mão-pelada” (Procyon cancrivorus), “jaritataca” (Conepatus semistriatus).

 

Flora

Descrição sumária: Espécies do Cerrado stricto sensu: “vassoura-de-bruxa” (Ouratea hexasperma), “pau-terra da folha grande” (Qualea grandiflora), “mandiocão” (Schefflera macrocarpa), “pau-santo” (Kielmeyera coriacea), “araticum” (Annona classiflora), “sucupira-branca” (Pterodon pubescens). Espécies de mata de galeria: “quaresmeira” (Tibouchina candolleana), “sangra d’água” (Croton urucurana), “ santa rita” (Richeria grandis), “copaíba” (Copaifera langsdorffii) “amécega” (Protium heptaphyllum), “pau-pombo” (Tapirira guianensis), “embaúba” (Cecropia lyratiloba), “criúva” (Clusia criuva), “grudentão” (Myrcia rostrata). Nas veredas a vegetação predominante é composta por: “buriti” (Mauritia flexuosa), “lombrigueira” (Ludwigia nervosa), “taboa” (Typha dominguensis), “botão-de-ouro” (Xyris jupicai), “capim barba-de-bode” (Bulbostylis paradoxa). Nos campos sujos destacam-se: “assa-peixe” (Vernonia rubriramea), “assa-peixe” (Vernonia ferruginea), “sabiazeira” (Miconia chmissois), “pixirica” (Trembleya parviflora), “fruto-de-pombo” (Erythroxylum campestre), “muxiba-comprida” (Erythroxylum tortuosum). Campos limpos possuem espécies como: “sangra d’água” (Croton goyazensis), “unha-de-gato” (Smylax goyazana), “tiririca” (Cyperus compressus), Hyptis brevipes.

 

Infraestrutura

A Unidade ainda não dispõe de infraestrutura.

 

Turismo

Não há atividades de turismo na Unidade até o momento.

 

Confira

Galeria de Imagens

Instituto Brasília Ambiental - Governo de Brasília

IBRAM

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543