Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/05/22 às 9h31 - Atualizado em 25/05/22 às 9h16

Brasília Ambiental realiza levantamento para o Reviva Parques

COMPARTILHAR
O presidente do Instituto Brasília Ambiental, Cláudio Trinchão, acompanhado de dirigentes da autarquia, deu início, neste mês de maio, a uma série de visitas técnicas aos Parques Ecológicos do Distrito Federal, sob a gestão do órgão. O objetivo da iniciativa é efetuar o levantamento das necessidades das unidades para o programa Reviva Parques. Nas duas primeiras semanas da ação foram visitados os parques ecológicos do Gama, Asa Sul e Veredinha (Brazlândia).
“As visitas possibilitam avaliarmos as condições das Unidades de Conservação {UC’s}, alguma pendência, inclusive, podendo gerar novas demandas junto aos órgãos parceiros do programa Reviva Parques. Permite também identificar as próximas ações necessárias, a partir da interação com os agentes que atuam nelas”, afirmou Cláudio Trinchão.
Segundo o Brasília Ambiental, essa interação com os agentes de Unidades de Conservação é significativa, porque possibilita receber e entender as demandas de cada unidade, criando uma aproximação maior e mais forte entre a gestão central e as UCs, espalhadas por todo o território do DF.
De acordo com Trinchão, o Reviva Parque tem sido um programa importante na manutenção periódica das UC’s. “Representa a junção de esforços de diversos órgãos, que atuam desde a construção de uma cerca, partes de pintura, elétrica, hidráulica, poda de árvores, limpeza, entre outras ações. É um modelo interessante e temos contabilizado resultados super positivos”.
Cooperação – O programa Reviva Parques, instituído pelo decreto nº 41.865, atua por forças-tarefas. Tem o objetivo de estimular a realização de parcerias entre instituições públicas do Distrito Federal, pessoas físicas, jurídicas e sociedade civil organizada, para a recuperação e manutenção das unidades de conservação (UC’s) sob a gestão do Brasília Ambiental.
“Agradecemos por essa cooperação nas intervenções realizadas nas Unidades de Conservação. Sempre que solicitados, os órgãos parceiros estão conosco”, destaca a superintendente de Unidades de Conservação, Biodiversidade e Água, Rejane Pieratti.
Avaliação – Para o agente de Unidade de Conservação e Parques, Marcos João da Cunha, que atua no Parque Ecológico Veredinha, as visitas técnicas dos gestores do Instituto aos parques e UC’s são extremamente necessárias.
“As vindas da direção do órgão aos parques – e essa não é a primeira dessa gestão – são muito boas e fundamentais, pois permitem que os gestores vejam de perto os problemas, as demandas e os pontos fortes das unidades. Conhecer ajuda a planejar para resolver os problemas e potencializar os parques em benefício da comunidade”, diz Marcos Cunha.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543