Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
15/10/21 às 14h09 - Atualizado em 15/10/21 às 14h12

Brasília Ambiental comemora Dia do Educador ampliando ferramentas educativas

Em comemoração ao Dia do Educador Ambiental, o Instituto Brasília Ambiental presta homenagem a esses profissionais, ampliando o uso da ferramenta de contação de histórias. O órgão divulga no seu canal do  do YoutubeInstagram e Facebook o vídeo “Por que o céu é tão longe?”, no qual a educadora ambiental Aline Barreto conta uma história lúdica sobre o consumo desenfreado, sua relação com o meio ambiente e a escassez de alimentos.

 

A iniciativa é da Unidade de Educação Ambiental (Educ) da autarquia que enxerga a contação de histórias como uma importante aliada para o repasse de informações relacionadas ao meio ambiente. Integrando o programa Eu Amo o Cerrado, a ação permeia vários projetos e pode atingir de forma eficiente diferentes faixas etárias. A partir desta publicação, outras ações serão divulgadas nas mídias sociais do órgão, sempre atendendo às demandas dos projetos da área. “Além de maior disseminação dos vídeos de contação de histórias, outros servidores também produzirão peças dessa ferramenta, cada um utilizando a técnica que domina”, conta o chefe da Educ, Marcus Paredes.

 

Paredes ainda reforça que essa data, que também é o Dia do Professor, é um momento de celebração e parabenização para quem aceita e se dedica ao desafio de ensinar e conscientizar sobre meio ambiente. Mas ressalta que é, sobretudo, um momento de reflexão. “É uma oportunidade para revermos qual é o nosso papel na sociedade, como está nossa relação com o meio ambiente. Ter um dia do educador ambiental, que é quem ensina, conscientiza sobre o bem cuidar do meio ambiente, serve também para avaliar nossas ações”.

 

Tradição – A Educ do Brasília Ambiental endossa a importância da contação de histórias com vários públicos, mas destaca que com relação, especificamente, à educação ambiental é bastante usada com maior frequência junto às crianças. “Isso acontece porque uma de suas características é despertar a curiosidade e a imaginação. A contação de histórias é fantástica para trabalhar valores como o amor, solidariedade, paz, fraternidade, entre outros”, aponta a educadora Aline Barreto.

 

Ela ainda explica que a atividade de narrar histórias é muito antiga, tendo surgido antes da escrita, bastante eficaz para passar conhecimentos, informações, valores. “Toda a riqueza que temos do passado se manteve graças, boa parte, a contação de histórias, que mesmo depois da escrita continuou sendo muito importante. É a chamada tradição oral”, finaliza.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543