Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/08/20 às 10h32 - Atualizado em 18/08/20 às 13h59

Trinchão é confirmado na presidência do Instituto Brasília Ambiental

O auditor fiscal e engenheiro civil, Cláudio Trinchão foi confirmado pelo governador Ibaneis Rocha na presidência do Instituto Brasília Ambiental. Sua nomeação foi publicada nesta quarta-feira (11), no Diário Oficial do Distrito Federal, assim como uma estruturação administrativa. Ele atuava como secretário-geral do órgão e estava interinamente presidente desde o dia 25 de março de 2020

 

Cláudio Trinchão é auditor fiscal desde 1998 e é graduado em Engenharia Civil pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e bacharel em Direito pelo Centro Universitário do Maranhão (Uniceuma). Possui seis especializações Lato sensu nas áreas de administração financeira, tributária e gestão pública, além de dois mestrados (Administracoón Financiera y Hacienda Pública e Ciência Jurídica) e está concluindo doutorado em Sustentabilidade Social e Desenvolvimento.

 

No mesmo ato foram nomeados ainda o advogado Thúlio Moraes, na função de secretário-geral e a advogada Elaine Dias, como chefe da Procuradoria Jurídica da Autarquia. Thúlio Moraes é servidor de carreira do Brasília Ambiental desde 2012. É bacharel em Direito e possui especialização em gestão pública e Direito Penal e Processual Penal. Em sua trajetória pelo órgão, atuou em diversos setores e, desde fevereiro de 2019, estava à frente da Procuradoria Jurídica da Instituição. Elaine Dias é Bacharel em Direito, com especialização Latu sensu em Direito Público, e está no órgão desde 2015, no Gabinete da Secretaria Geral.

 

Estrutura administrativa – Também no Diário Oficial desta quarta-feira foi publicado o Decreto n° 41.097, que altera a estrutura administrativa do Instituto. Dentre as principais mudanças estão a criação da Assessoria de Recursos Hídricos, responsável por todas as pautas hídricas, e uma Assessoria Técnica para apoiar ações estratégicas na Superintendência de Unidades de Conservação, Biodiversidade e Água do Brasília Ambiental.

 

Foi realizado ainda a aglutinação de estruturas para a criação da Diretoria de Manutenção e Administração Predial no âmbito da Administração Geral, visando otimizar a mão de obra existente, concentrando em uma só área toda a manutenção predial da Autarquia, seja na sede ou nas unidades descentralizadas.

 

Além disso a proposta chega com o intuito de fazer remanejamentos internos entre os setores como no caso do Escritório de Processos que passou a ser gerido pela Unidade de Planejamento (UPLAN) e a criação do grupo de Projetos Estratégicos, gerenciado pela mesma Unidade, que visa viabilizar a captação de novas receitas a partir da exploração econômica nos parques.

 

“Tais perspectivas são resultado de análise estrutural interna com objetivo de propiciar a sustentabilidade do Brasília Ambiental, bem como eficácia e eficiência ao desenvolvimento de suas atribuições. Essas alterações foram realizadas sem causar qualquer impacto financeiro”, explicou o presidente do Instituto Brasília Ambiental, Cláudio Trinchão.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543