gototop

Castração

 

A sanidade e o controle populacional de animais domésticos são temas de extrema importância, considerando que tais fatores interferem diretamente no meio em que vivemos e na saúde pública. O impacto da invasão de espécies domésticas/invasoras é considerado a terceira maior ameaça às espécies nativas, depois da superexploração e da destruição do hábitat. Algumas estimativas afirmam que o Brasil tinha cerca de 30 milhões de cães domésticos em 2012, o terceiro no ranking mundial. 

De uma maneira geral, o crescimento das cidades e a fragmentação das florestas facilitam a entrada de espécies domésticas em áreas preservadas.  A proximidade com as áreas urbanas é um dos fatores que contribuem para a presença de cães e gatos nas unidades de conservação. Esses animais podem afetar a dinâmica ecológica de diferentes formas, seja através da ação predatória sobre outras espécies ou na transmissão de doenças.

Os cães selvagens são transmissores de doenças como raiva, cinomose, leishmaniose, parvovirose, toxoplasmose, entre outras, já que não são vacinados. A mera presença de cães e gatos em áreas protegidas com espécies nativas já intensifica a competição por espaços (nicho) e recursos (alimentos). 

Uma das estratégias de controle e preservação é a esterilização dos animais domésticos, impedindo o crescimento exponencial das populações e depauperação da fauna local.

Além disso, a superpopulação de cães e gatos domésticos gera problemas para os seres humanos, onde ninhadas indesejadas frequentemente abandonadas acabam em situação não domiciliada ou semi-domiciliada, com acesso as ruas, estando sujeitos a maus tratos, envolvendo-se em acidentes de transito, mordeduras e participando da cadeia de transmissão de zoonoses.  

Dentro desse escopo, o IBRAM atua em duas frentes principais de esterilização: o castramóvel e o credenciamento de clínicas veterinárias para castração. O hospital veterinário seria é uma terceira frente de trabalho, que ainda esta em construção.

 

O Programa de Controle Populacional de Cães e Gatos do Distrito Federal

O Programa de Controle Populacional de Cães e Gatos no DF oferece de forma gratuita as operações de esterilização (ovário-salpingo-histerectomia para fêmeas e orquiectomia para machos), além de anestesia injetável.

Uma vez necessários exames complementares ou anestesia inalatória, nos casos de raças braquicefálicas — de focinho curto, como os cães boxer, chow chow e pequinês, e o gato persa, entre outros —, os custos devem ser arcados pelos proprietários do animal. A justificativa é que essas raças apresentam muitos problemas de saúde ligados ao sistema respiratório, o que pode aumentar significativamente o risco de intercorrências consequentes da anestesia. Em função disso, eles somente serão operados com anestesia inalatória. Esse tipo de anestesia não é coberto pelo programa e caso o interessado deseje indicar animais com essa característica, a aplicação deverá ser custeada pelo responsável.

O programa tem como uma das metas a diminuição do impacto da invasão de cães e gatos domésticos em unidades de conservação e outros ambientes naturais.  A cirurgia tem o objetivo de evitar o aumento desenfreado da quantidade de animais domésticos, contribuindo, dessa forma, para a qualidade ambiental, para a saúde pública e para o bem-estar do próprio animal. Controlando a superpopulação de cães e gatos, diminuem problemas como abandono, transmissão de doenças, acidentes e ataques a pessoas.

 

ok6Critério de seleção

A definição das regiões de cada grupo levou em conta o porcentual de área verde no lugar, com base em dados do zoneamento ecológico-econômico do DF (ZEE-DF) a serem publicados.Outro fator determinante foi a renda média per capita, segundo a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios 2015/2016. O objetivo, nesse caso, foi considerar a questão financeira como indicador social relacionado ao aumento do risco de abandono dos bichos.Dessa maneira, o grupo 1 representa regiões com alta porcentagem de área verde e baixa renda per capita. Já o grupo 4 diz respeito a baixa porcentagem de área verde e alta renda per capita.Por fim, também se levou em consideração o tamanho da população de cada uma dessas cidades.

 

ok6Meta 2017-2018

O IBRAM, em parceria com a Sema, pretende promover 6.000 (seis mil) castrações no ano de 2017 e 11.200 (onze mil e duzentas) castrações em 2018 por meio do Castramóvel e do credenciamento de clínicas.

  

Castração de Cães e Gatos pelo IBRAM

O programa para castração de animais domésticos está sendo realizado principalmente por clínicas veterinárias credenciadas. A população é a principal beneficiada, pois desta forma será possível ampliar e descentralizar o atendimento, que anteriormente era feito apenas no Castramóvel

 

ok6Vagas para Castração

De acordo com as determinações do IBRAM, cada responsável poderá cadastrar até dez animais para cirurgia.   Assim que terminar o cadastramento, os donos receberão um e-mail informando como retirar o termo de encaminhamento para a clínica credenciada. Os encaminhamentos se darão por conjuntos, na quantidade e frequência demandada pela clínica. Em cada orientação será respeitada a proporcionalidade de vagas para cada grupo de regiões administrativas.

Durante essa etapa, é responsabilidade do tutor entrar em contato com a clínica para agendar a cirurgia. Se, por algum motivo, for preciso remarcar o procedimento, o responsável deverá tratar diretamente com o consultório. Não haverá segunda chance em caso de falta.

O IBRAM alerta que informações falsas e falta ao procedimento agendado causam o descredenciamento e ainda impedem novo cadastro pelas duas campanhas seguintes. 

 

ok62016  

Fevereiro a Abril de 2016 – Foram ofertadas 3 mil vagas para castração, tendo sido essas cirurgias realizadas entre o início de Fevereiro e o final Abril. Entretanto, foram cadastrados mais de 3 mil animais, resultando num total de 923 animais em cadastros excedentes. Desses, 798 foram encaminhados para o agendamento.Os demais casos foram cancelados em razão de morte ou porque o procedimento foi feito em instituições particulares. Até o momento, houve 351 marcações de cirurgia, 239 das quais já feitas.

ok62017

15 de Maio de 2017 - foram ofertadas 1,5 mil vagas para castração. Devido à grande procura por vagas na campanha as inscrições encerraram rapidamente.

Confira aqui a lista dos inscritos. As informações prestadas serão conferidas e incorreções poderão resultar em descredenciamento. Para tanto todas as pessoas selecionadas na lista deverão enviar o comprovante de residência para o e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Após o envio do comprovante o próximo passo é que todas as pessoas que conseguiram efetuar inscrição serão contatadas, via e-mail, informando como retirar o termo de encaminhamento para a clínica credenciada. Após essa etapa, é responsabilidade do tutor entrar em contato com a clínica para agendar a cirurgia. Se, por algum motivo, for preciso remarcar o procedimento, o responsável deverá tratar diretamente com o consultório. Não haverá segunda chance em caso de falta.


ok6Novas vagas

Fique atento ao site e a página do órgão no facebook, novas vagas serão disponibilizadas periodicamente.

 

ok6Quais animais são selecionados para castração

- São atendidos cães e gatos, machos e fêmeas com, no mínimo, três meses de idade ou mais de 1 kg e adultos com até sete anos.

- Será dada prioridade a animais em possível situação de colecionismo, comunitários, de colônias, em lar temporário ou casa de passagem ou adotados por pessoas de baixa renda.

- Os tutores deverão assinar um termo de autorização para o procedimento, morar no Distrito Federal, ter mais de 18 anos e ser responsável pelo transporte e cuidados antes e após a castração.

- Quem preencheu o formulário deverá ser o responsável por levar o animal para atendimento, quando deverá ser identificado por documento com fotografia.

- Não será atendido animal diferente daquele identificado no cadastramento e agendado para a castração.


carimbo novoCastração de Grandes Planteis 

Poderão apresentar proposta de parceria com o IBRAM pessoas físicas ou jurídicas que desejam indicar mais de dez bichos para a castração dentro do programa. O mesmo vale para funcionários de instituições públicas devidamente autorizadas pelo dirigente do órgão.

Para tanto, é preciso preencher um termo de referência no qual conste, entre outras informações, o tamanho do plantel e os responsáveis pelo acompanhamento nas operações e no pós-operatório, bem como na captura e o cronograma executivo.

 Não haverá taxa para o protocolo dos documentos e o próprio interessado poderá cadastrar o pedido. Em casos de quantidades muito elevadas, o órgão recomenda a contratação de um médico-veterinário como consultor técnico para o projeto.


ok6Cadastração de cães e gatos

Desde 3 de outubro de 2016 as entidades interessadas em fazer as castrações podem apresentar a documentação para concorrer ao credenciamento, conforme edital publicado no Diário Oficial do Distrito Federal de 2 de setembro de 2016, quando então serão firmados os contratos. Somente após esta fase de credenciamento é que serão iniciadas as cirurgias. 

 

Castramóvel

A aquisição da Unidade Móvel para Educação em Saúde, Guarda Responsável e Controle Populacional de Cães e Gatos no Distrito Federal, conhecido como Castramóvel, foi objeto do Termo de Compromisso de Compensação firmado entre IBRAM e a Direcional Taguatinga Engenharia Ltda.

A primeira campanha do Programa, considerada “campanha piloto”, foi realizada em parceria com a UnB, por meio do Acordo de Cooperação Técnica firmado entre Secretaria do Meio Ambiente, Ibram e UnB, utilizando o Castramóvel como ferramenta para as castrações que ocorreram no período de 12 de setembro a 05 de dezembro de 2014, no Parque Lago do Cortado, em Taguatinga. Neste período, foram realizadas 92 cirurgias. Em 19 de março de 2015, foi apresentado ao IBRAM um Plano de Trabalho para a utilização do Castramóvel no projeto de Guarda Responsável da UnB, que gerou a proposta de Acordo de Cooperação Técnica para execução do Programa de Controle Populacional de Animais Domésticos, por meio de cirurgia de castração e programa de educação ambiental em saúde e Guarda Responsável.  A parceria foi definida pelo Comitê Interinstitucional da Política Distrital aos Animais (CIPDA), do qual participam diversos órgãos do governo de Brasília, como o IBRAM e a Secretaria do Meio Ambiente, que coordena o grupo.

A assinatura do Acordo de Cooperação Técnica entre Sema, Ibram e UnB se deu em 29 de julho de 2016 e em seu plano de trabalho anexo prevê 10 cirurgias semanais, em um dia da semana. Atualmente, ocorrem às terças-feiras, com a expectativa de realizar em torno de 1.000 (mil) cirurgias até o final de 2018. Atualmente, o projeto tem foco na comunidade de cães e gatos da R.A. da Candangolândia.

                  

 Hospital Veterinário

O Hospital Público Veterinário do DF funcionará de forma plena no módulo cuja reforma encontra-se em fase de recebimento. Atualmente, o IBRAM está construindo o edital do termo de colaboração com entidade sem fins lucrativos que se responsabilizará pelo funcionamento do hospital veterinário, que deve ser lançado em meados de junho, com a previsão de inauguração no quarto trimestre de 2017.

 



VOCÊ EST? AQUI: Início Serviços FAUNA Castração de Cães e gatos