Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/05/21 às 8h48 - Atualizado em 11/05/21 às 13h57

Plano de Manejo da ARIE Cruls é aprovado pelo Brasília Ambiental

O Instituto Brasília Ambiental publicou no Diário Oficial do DF de terça-feira (4), a aprovação do Plano de Manejo da Área de Relevante Interesse Ecológico – ARIE Cruls. Trata-se de importante documento técnico que reúne um conjunto de informações sobre o regramento, orientações e diretrizes necessárias para o cumprimento dos objetivos da Unidade de Conservação.

 

Com a definição do Plano de Manejo ficam definidas as zonas de uso da unidade ambiental, que delimita, por exemplo, a área destinada à visitação, recreação e instalação de infraestrutura de lazer para o público e, também, o espaço ocupado por etnias indígenas com especial regulamentação da Fundação Nacional do Índio (Funai). Tudo isso de forma a garantir o uso sem prejuízos para a biodiversidade e a preservação ambiental.

 

“A publicação de mais um Plano de Manejo, para nós do Brasília Ambiental, sempre é uma grande conquista, uma vez que esse documento apresenta o diagnóstico da Unidade de Conservação apontando as ações possíveis e como a área deve ser gerida”, comemorou a superintendente de Unidades de Conservação, Biodiversidade e Água, Rejane Pieratti.

 

Clique aqui e confira a Instrução Normativa que valida o Plano de Manejo da ARIE Cruls.

 

Relevante – A Área de Relevante Interesse Ecológico Cruls foi criada pelo Decreto nº 29.651, de 28 de outubro de 2008. Localizada no Setor Noroeste, na Região Administrativa Plano Piloto – RA I, compõe o corredor ecológico de ligação do Parque Nacional com o Ribeirão Bananal e o Lago Paranoá.

 

A ARIE Cruls tem, ainda, a  função de conservar uma área de infiltração das águas pluviais, a montante do Setor Noroeste, por meio da preservação da vegetação nativa, para evitar a sobrecarga das redes de drenagem do bairro, por influência das águas que poderiam ser escoadas dos 55 hectares atribuídos à unidade de conservação. Atualmente possui um território reservado ao Santuário Sagrado dos Pajés, por acordo firmado com a Comunidade Indígena.

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543