Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/01/18 às 19h25 - Atualizado em 15/01/18 às 10h26

Orla do Lago desobstruída é entregue e IBRAM homenageado

COMPARTILHAR

O Instituto Brasília Ambiental foi um dos homenageados na manhã desta sexta-feira, 12, pelo governador Rodrigo Rollemberg, na solenidade de entrega da Orla do Lago Paranoá à população. O evento simbólico, conduzido pela Agefis, ocorreu no Parque Asa Delta, com a presença do presidente Aldo Fernandes e da ex-presidente Jane Vilas Bôas, além de servidores de várias áreas do Instituto, principalmente Sufam e Sugap. Eles foram agraciados por participar diretamente da Operação Orla Livre, um esforço de mais de dois anos para desobstruir o espaço, há anos uma ocupação irregular historicamente consolidada no Distrito Federal. O superintendente de Fiscalização, Auditoria e Controle Ambiental, Marcos Felix, representou os servidores homenageados. Placas comemorativas expressando o sentimento de integrar esse ousado programa de governo estão sendo entregues a todos. “Eu ajudei a desobstruir o Lago”, diz o emblema.

A entrega dessa privilegiada área de lazer à população começou em 2015 e se deu em um prazo anterior ao que determinava uma decisão judicial nesse sentido. Isso graças ao empenho de mais de dez órgãos do governo coordenados pela Casa Civil, entre os quais Ibram e Agefis, como destacou o governador no evento, festejado por mais de mil convidados. As atividades da Operação Orla Livre foram finalizadas em 25 de outubro de 2017 no Lago Norte e em 20 de dezembro último no Lago Sul. “Este é um momento histórico para Brasília, é o lugar mais bonito da cidade que está sendo democratizado, sendo devolvido para a população do DF, aos visitantes e ao Brasil”, enfatizou ele em seu discurso.

O governador citou o urbanista Lucio Costa e o ex-presidente Juscelino Kubitschek, ao dizer que se inspirou no sentimento verdadeiramente democrático de ambos, ao se motivar a devolver a Orla à população. “Se Lucio Costa dizia que o Céu era o Mar de Brasília, o Lago deve ser a sua praia, e como toda praia, esta deve ser de todos”. Bruna Pinheiro, diretora-presidente da Agefis, lembrou que “toda a ação foi de bastante perseverança e hoje a sensação é que fazer o certo é muito mais fácil do que a gente pensava”, se referindo ao empenho de todos os órgãos em torno do Orla Livre.

Foram desobstruídos nesse período 1,7 milhão de metros quadrados na Orla, cerca de 1 milhão no Lago Sul e 671 mil no Lago Norte, em 125 operações. No total, 454 lotes foram recuados. Apenas poucos lotes cujas escrituras originais abrangem as margens, como à altura da QL 14, muitas pertencentes a embaixadas, ainda foram mantidas. Mas, trapiches sobre as águas permitem que o acesso da população não seja interrompido. Além disso, a fiscalização continuará intensa em relação ao uso da área e aos cuidados com o Lago. Após a desobstrução das margens, muitas outras ações em favor da Orla continuam na agenda do Ibram e demais órgãos do GDF.

Concurso – Já em março próximo, o trapiche que ligará o Asa Delta e o Península Sul – dois parques administrados pelo IBRAM – ao Pontão do Lago Sul, já deve ser inaugurado. Essa área, que foi a primeira a ser desobstruída, também está recebendo infraestrutura, como ciclovia, gramado e iluminação. Como toda a extensão da Orla, os parques também estão contemplados no concurso público de projetos arquitetônicos, urbanísticos e paisagísticos, lançado pela Casa Civil no mês passado, com vistas a receber propostas sobre a configuração do espaço, conceitos e atividades para o melhor aproveitamento das margens do Lago, sua preservação e lazer da população. O prazo para apresentação das propostas é 21 de abril de abril próximo.


Instituto Brasília Ambiental - Governo de Brasília

IBRAM

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543