gototop
Quinta, 22 Março 2018

Participantes do Fórum Mundial conhecem Águas Emendadas

  Ascom

Uma das primeiras reservas biológicas do Brasil, criada em 1968 no Distrito Federal, depois categorizada como Estação Ecológica, Águas Emendadas abriga um raro fenômeno que origina duas das grandes bacias hidrográficas do Brasil e da América do Sul (Araguaia-Tocantins, e Prata). A unidade de conservação recebe a visita, nesta quinta-feira, 22, de dezenas de participantes do 8º Fórum Mundial da Água, entre os quais muitos estrangeiros.

O encontro – que se repetirá no sábado, 24 – servirá para mostrar a importância dessa histórica Estação (registrada ainda no inicio do século passado pela Missão Cruls, que esquadrinhou o Distrito Federal a pedido do monarca Pedro II) e os trabalhos de monitoramento, pesquisa e educação ambientais lá realizados pelo Instituto Brasília Ambiental (IBRAM). 

Situada na Região Administrativa de Planaltina, a cerca de 30 km de Brasília, é uma das 73 Unidades de Conservação mantidas pelo órgão ambiental do governo de Brasília.

Mas, a Esecae é categorizada como de proteção integral, por isso tem uso restrito, somente para projetos de educação ambiental e pesquisa científica. Com uma área total 10.547,23 hectares, sua vegetação é predominantemente de Cerrado, com lagoa, veredas e um a rica fauna nativa. O nome Águas Emendadas dadas pelos pioneiros exploradores deriva do fato de lá estarem juntas nascentes que dali se espalham ao Norte e Sul, alimentando as mais importantes bacias hidrográficas do hemisfério.

ALMOÇO TIPICO – Durante a visita programada, os convidados vão conhecer algumas trilhas guiadas e participar de um almoço especial, com pratos típicos das populações desta parte do Cerrado brasileiro, oferecido com o apoio da organização ambientalista internacional WWF, parceira do Ibram em várias ações de defesa e conscientização sobre a importância desse bioma para garantir a água dessa região do Planeta. Também haverá palestras e exibição de vídeos temáticos.

VOCÊ EST? AQUI: Início Notícias Participantes do Fórum Mundial conhecem Águas Emendadas