Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/12/20 às 14h49 - Atualizado em 28/12/20 às 15h28

Fiscalização do Brasília Ambiental contabiliza mais de 3.900 atendimentos

As atividades de auditoria e fiscalização do Instituto Brasília Ambiental, por serem na sua maioria externas, foram diretamente impactadas com as restrições impostas, a partir de março deste ano, na tentativa de frear a disseminação do novo coronavírus. Mas, mesmo assim, a área atendeu 3.930 demandas, contabilizadas até o final de novembro, além de participar nas ruas da campanha de conscientização sobre o uso da máscara facial protetiva contra a pandemia, e de dar uma grande prova de solidariedade, contribuindo com o combate aos incêndios que tomaram conta do Pantanal.

 

Na avaliação do superintendente da área, Humberto Bernardo Valli, o ano foi repleto de desafios e aprendizados, mas ao mesmo tempo gratificante. “Percebemos que ainda diante das adversidades muitos projetos foram realizados. De forma menos acelerada e mais cuidadosa, as ações não pararam e neste final de ano já se encontram em níveis iguais aos anteriores à pandemia”, ressalta.

 

Foram feitos atendimentos a situações emergenciais, pedidos de vistoria de órgãos de controle e poder judiciário e ainda demandas da sociedade, recebidas via sistema Ouvidoria. “Atendidas com seriedade, compromisso e coragem pela equipe da Sufam, sem perder de vista a segurança dos servidores empregados”, esclarece o superintendente.

 

Humberto Valli explica que o esforço maior deste ano, compartilhado por toda a equipe, foi reorganizar a rotina administrativa para adequá-la ao teletrabalho e, em paralelo, atender aos anseios e compromissos oriundos da atividade de auditoria e fiscalização. Ele parabeniza a equipe pelo trabalho executado.

 

Registra ainda que dezenas de servidores da Sufam foram diagnosticados com a Convid-19, mas felizmente nenhum caso se agravou.

 

Modernização – Entre os avanços o superintendente destaca a implantação da Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental (TCFA) – considerada a principal entrega da área -, melhorias da estrutura tecnológica da Sufam, calibração e aquisição de sonômetros, implementação e melhoria de novas rotinas administrativas, estruturação do banco de dados de ações fiscais, criação do manual de auditoria, fiscalização e monitoramento ambiental.

 

 “Sem sombra de dúvidas a mais importante entrega da Sufam foi a implantação da TCFA, que já está trazendo recursos financeiros destinados à melhoria, modernização e fortalecimento das ações de auditoria e fiscalização no âmbito do DF”, afirma Valli.

 

Para 2021, considerando a desaceleração da pandemia, o principal desafio da SUFAM será a modernização da dinâmica de trabalho com a implementação de sistemas eletrônicos de autos de infração e de gestão de dados. A ação, segundo expectativas da área, irá mudar toda a forma de trabalho dos servidores e trará enorme impacto na prestação de serviços à comunidade devido a expectativa de ganhos em efetividade e eficiência das ações executadas pelo Brasília Ambiental.

 

O superintendente Humberto Vali faz questão de registrar um muito obrigado, “em caixa alta”, aos servidores lotados na Sufam. “É uma equipe que não poupou esforços até para auxiliar no combate a Covid-19 por meio da participação na força tarefa do GDF por meio de ações de conscientização, colocando, muitas vezes, suas próprias vidas e famílias em riscos pelo bem estar comum. Equipe que se desdobrou e se deslocou até o Pantanal, atendendo a convite do Ibama, para somar na ação de resgate dos animais feridos pelos incêndios florestais. O sentimento é de gratidão, com a certeza de que o serviço prestado à comunidade foi realizado da melhor forma possível, mesmo diante dos gigantescos desafios enfrentados em 2020”, enfatiza

Brasília Ambiental - Governo do Distrito Federal

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543