Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/02/18 às 11h12 - Atualizado em 23/02/18 às 11h44

ARIE do Bosque

Área de Relevante Interesse Ecológico do Bosque

Lei de criação: Lei Complementar nº 407, de 23 de novembro de 2001

Grupo: Uso Sustentável

Categoria: Área de Relevante Interesse Ecológico

Plano de Manejo: ainda não foi aprovado.

Regiões Administrativas: Região Administrativa do Lago Sul – RA XVI

Limites e vias de acesso: Limites da área verde dos lotes de número 19 e 20 dos conjuntos 04 a 11 da QL 10, no Setor de Habitações Individuais Sul – SHIS, Região Administrativa do Lago Sul – RA XVI, limite leste Av. Costa e Silva, limite norte Lago Paranoá. Acesso pela Estrada Parque Dom Bosco (EPDB) DF-025 e Av. Costa e Silva.

 

Dados Geográficos

Área: 23,9553 ha

Perímetro: Aproximadamente 4.000 m

 

Fitofisionomias

Campo-sujo, Cerrado, Cerradão, Mata Ciliar.

 

Fauna

Descrição sumária: Possui diversas espécies como: “Gambá” (Didelphis albiventris), “tziu” (Volatinia jacarina), “cambacica” (Coereba flaveola), “sabiá-do-campo” (Mimus saturninus), “quero-quero” (Vanellus chilensis), “Maria-faceira” (Syrigma sibilatrix), “bico-de-lacre” (Estrilda astrild), “morcego beijar-flor” (Glossophaga soricina), “morcego beijar-flor” (Anoura geoffroyi), “morcego” (Artibeus lituratus), “sagui” (Callithrix penicillata), “rato” (Rattus rattus), “capivara” (Hydrochaeris hydrochoerus), “cobra-cega” (Siphonops paulensis), “cobra-de-duas-cabeças” (Amphisbaena Alba (Linnaeus, 1758)), “calango-verde” (Ameiva ameiva (Linnaeus, 1758)), “tigre-d’água” (Trachemys dorbigini (Schweigger, 1812)), “cágado-de-barbelas (Phynops geoffroanus (Schweigger, 1812)),”rã-pimenta” (Leptodactylus labyrinthicus), “biguá” (Phalacrocorax brasilianus (Gmelin, 1789)), “maria-faceira” (Syrigma sibilatrix (Temminck, 1824)), “caracará” (Caracara plancus (Miller, 1777)), ”tatu-peba” (Euphractus sexcinctus (Linnaeus, 1758), “Tatuí” (Dasypus septemcinctus (Linnaeus, 1758)), “macaco-prego” (Cebus libidinosus (Spix, 1823)), “canivete” (Characidium sp.), “cascudinho” (Moenkhausia sp.), “piaba” (Planaltina myersi (Böhlke, 1954)), “candiru” (Trycomicterus sp.).

 

Flora

Descrição sumária: Foram encontradas na região espécies como: “pequi” (Caryocar brasiliense), “jacarandá” (Dalbergia miscolobium), “sucupira-preta” (Bowdichia virgilioides), “baru” (Dipteryx alata), “ingá” (Inga edulis), “pau-santo” (Kielmeyera coriacea), “faveira-do-campo” (Dimorphandra mollis), “Tamburil” (Enterelobium gummiferum), “Embiruçu” (Eriotecha pubescens), “cagaita” (Eugenia dysenterica), “Gonçalo Alves” (Astronium fraxinifolium), “murici-do-cerrado” (Byrsonima coccolobifolia), “pau-pereira” (Aspidosperma tomentosum), “vinhático” (Plathymenia reticulata), “mandiocão-do-cerrado” (Schefflera macrocarpa),“gomeira” (Vochysia tirosoidea), “mutamba” (Guazuma ulmifolia), “caparrosa” (Guapira noxia), “olho-de-boi” (Dispyros burchelli), “jatobá-do-cerrado” (Hymenaea stignocarpa), “baru” (DIpteryx alata), “murta” (Blepharocalyx salicifolius), “peroba” (Aspidosperma cylindrocarpum), pau-marfim-do-cerrado (Agonandra brasiliensis), “cabelo-de-negro” (Erythroxyum suberosum), “quina” (Strychnos pseudoquina), “quaresmeira-branca” (Miconia albicans).

 

Infraestrutura

A Unidade ainda não possui infraestrutura.

 

Turismo

Na ARIE são praticadas atividades de lazer em contato com o Lago.

 

Confira

Mapa de localização da ARIE do Bosque

Galeria de Imagens

Instituto Brasília Ambiental - Governo de Brasília

IBRAM

SEPN 511 - Bloco C - Edifício Bittar - CEP: 70.750-543